Star Trek: Discovery, a nova série de TV, foi comparada a American Horror Story

Durante uma entrevista a Entertainment Weekly, o ex-showrunner Bryan Fuller afirmou que a ideia original de “Discovery”, uma série Star Trek, seria semelhante a “American Horror Story”, só que na versão ficção científica.

Mas a semelhança não teria nada a ver com horror, e sim, com o fato de “American Horror Story” ser uma antologia, ou seja, temporadas independentes uma das outras. Mas se essa ideia agradou ou não os fãs, ela não vingou; a versão final está bem diferente, segundo Bryan Fuller.

Há rumores de que a jornada da nova série não acompanhará a história contada nos reboots, sendo mantida o universo clássico da franquia. A nova série trará novos personagens, uma nova nave e missões dentro dos ideais anteriores.

E nessa viagem da Frota Estelar a fim de descobrir novos planetas e formas de vida, estão, dentro do elenco principal: Sonequa Martin-Green (The Walking Dead), Doug Jones (Hellboy e Quarteto Fantástico), Anthony Rapp (Uma Mente Brilhante) e Michelle Yeoh (O Tigre e o Dragão). Esta viverá Georgiou, uma capitã da nave Shenzhou.

Da ala dos antagonistas da tropa Klingon estão: Chris Obi (Doctor Who), que viverá um líder que busca unir os povos; Shazad Latif (Penny Dreadful)será um comandante; Mary Chieffo, uma comandante da batalha da nave Klingon; James Frain (Gothan), cotado para ser Sarek, o pai de Spock.

Doug Jones será o novo Spock da série

O Spock de “Jornada nas Estrelas”, o androide Data de “A Nova Geração” e, agora, Tenente Saru de “Star Trek: Discovery”. É assim que os produtores da nova série veem o personagem de Doug Jones, que já deu vida a outros alienígenas, como em “Hellboy” e “Hellboy 2”, além de “Quarteto Fantástico”.

O personagem é da espécie Kelpiens, uma raça constantemente ameaçada em seu planeta, mas que acabou tornando seus instintos de sobrevivência mais aguçados.

“Star Trek: Discovery” terá 15 episódios com estreia dia 24 de setembro na Netflix, que transmitirá o programa, pois adquiriu os direitos de exibição das séries “Jornada nas Estrelas”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *