Brasil pode ser um dos responsáveis pela diminuição de tubarões no mundo

Image result for extincao de tubaroes

O Brasil é o país que mais consome carne de tubarão no mundo, podendo ser responsabilizado pela diminuição da quantidade desses animais nos oceanos.

Esses dados fazem parte de uma pesquisa realizada por cinco brasileiros, e que tiveram um artigo divulgado no Marine Policy (Política Marinha, em uma tradução livre para o português). Vários dados foram analisados, e os pesquisadores chegaram na quantidade consumida anualmente pelos brasileiros, que chega a 45 mil toneladas. Para chegar nesses dados, eles pesquisaram em publicações governamentais, outros artigos científicos, informações internacionais e ainda outros elementos para chegar a essas conclusões.

Um dos principais causadores desse cenário nada positivo, é que carregamentos internacionais abastecem o comércio de nadadeiras de tubarão, muito apreciadas principalmente no leste do continente asiático. Iguarias como  sopa de barbatana  e de nadadeiras de tubarão, possuem apelo afrodisíaco e eles também significam poder e riqueza para os chineses.

No continente asiático, um quilo de nadadeira desidratada por exemplo, de tubarão-martelo, pode chegar a custar cerca de US$ 1,5 mil. Aqui no Brasil, o preço do quilo da carne de tubarão custa cerca de R$ 30 no máximo.

Esses carregamentos internacionais, são proibidos de conservar as nadadeiras e jogar no mar o resto dos tubarões, para que os seus porões possam estocar mais quantidade de barbatanas. Quando o problema estava perto de um colapso em 1998, o Brasil foi o primeiro país que assinou um acordo internacional, que tornava esse tipo de ação em crime.

Com intenções de continuar comercializando as barbatanas, e conseguir vender o restante da carne de tubarão, essas frotas internacionais viram o Brasil como uma solução, depois que essa proibição começou a vigorar.

Eles vendem para o Brasil e também para o México, as carnes de tubarão que nenhum outro lugar no mundo, quer consumir.

Mas existe um motivo para que outros países não consumam esse predador, já que o tubarão é um animal que devido aos organismos que ele come, há uma maior concentração de metais pesados, que através de um processo chamado de bioacumulação, como o mercúrio e o arsênio, que se forem ingeridas em quantidades maiores, podem ocasionar problemas cerebrais.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *