José Auriemo Neto – saiba um pouco da história do presidente da JHSF

A JHSF Participações é uma das principais incorporadoras do país e tem como presidente o paulistano José Auriemo Neto. Conheça um pouco de sua trajetória e dos empreendimentos da companhia.

Rotina do empresário

José Auriemo Neto é um executivo bastante atarefado. Acorda cedo e pouco depois das 8 da manhã já está trabalhando em seu escritório, situado em uma movimentada rua da cidade de São Paulo. O expediente é envolto em projetos, reuniões e papéis até por volta das 10 da noite e não são raras as ocasiões em que fica até um pouco mais tarde.

A rotina de Zeco, como é conhecido pelos amigos, só é quebrada quando ele vai visitar o canteiro de obras ou apresentar um empreendimento a algum investidor, mas sempre a pedido de conhecido. Até férias, o empresário evita tirar. Em uma delas, ele e a família viajaram para França e aproveitou para agendar reuniões com investidores europeus.

A infância foi bem agitada. José Auriemo Neto aprendeu a dirigir com o pai aos 9 e aos 10 já conduzia na praia e na fazenda da família. Aos 17 já ajudava na tomada de decisões na empresa da família, chegando a criar a subdivisão de estacionamentos da JHSF.

Aos 27 anos, em 2003, Zeco assumiu a presidência no lugar do pai, Fábio Auriemo. Com a passar do tempo, passou a investir em diferentes segmentos além das construções: incorporações imobiliárias, administração de shopping centers, hotelaria, gastronomia e administração de um aeroporto estão entre os ramos de atuação da companhia.

Parque Cidade Jardim

Entre os empreendimentos de maior sucesso sob a gestão de José Auriemo Neto está o Parque Cidade Jardim, complexo que reúne em um só endereço torres residenciais, residencial, centro comercial de luxo e um hotel. Localizado na Marginal Tietê, o condomínio é uma opção interessante, pois essa junção do residencial com o comercial evita que os moradores tenham que encarar o trânsito diariamente para trabalhar ou se divertir.

O Parque Cidade Jardim foi inspirado no edifício multifunções Roppongi Hills no Japão. O empreendimento idealizado pelo bilionário Minoru Mori levou 17 anos para ser construído e foram gastos US$ 4 bilhões.

O conceito logo se espalhou para outros países, chegando ao Brasil, idealizado por José Auriemo Neto, que no início foi desmotivado pelo pai, mas logo conseguiu convencê-lo de que o empreendimento seria uma ótima ideia. Então adquiriram o terreno da Eletropaulo e começaram a construir o Parque Cidade Jardim.

Na época em que foi inaugurado, em 2006, o complexo foi avaliado em R$ 1,8 bilhão e 80% das suas 322 unidades foi vendida. O apartamento mais barato, com 2440 m² custava 2 milhões e o mais caro foi comercializado por R$ 18 milhões. A cobertura triplex de 1,8 mil m² foi vendida a um Ermírio de Moraes.

Além dele, outros empreendimentos merecem destaque como o residencial Fazenda Boa Vista, no município de Porto Feliz-SP. O condomínio possui mais de 800 terrenos e casas em mais de 12 milhões de m²; o Catarina Fashion Outlet, destinado ao mercado de luxo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *