É possível determinar a qualidade de um champanhe pelo som de suas bolhas

 

É possível reconhecer se um champanhe é de boa ou má qualidade apenas analisando o som de suas bolhas e sua efervescência, segundo pesquisadores da Universidade do Texas, Estados Unidos. Basicamente, quanto melhor eles soam, melhor o champanhe será, o que significa que é de maior qualidade.

Os pesquisadores publicaram suas descobertas em um estudo depois de realizar experimentos com champanhes caros e de alta qualidade e com os tipos mais baratos. No relatório, eles determinam que, enquanto as bolhas forem menores e de tamanhos mais iguais, elas terão um som mais agudo, semelhante ao de um sino. Neste caso, o champanhe é de melhor qualidade. Segundo Kyle Spratt, um dos responsáveis ​​pelo estudo:

“As bolhas são muito ressonantes. Basicamente eles soam como sinos, e a freqüência desse sino depende, em parte, do tamanho das bolhas. […] Graças aos dados acústicos, conseguimos determinar que o champanhe mais caro e luxuriante produz bolhas menores e mais uniformes, além de uma maior atividade de bolhas”.

Os resultados não só levam em conta quando as bolhas explodem, mas também quando são formadas ao entrarem em contato com os copos. Além disso, a formação de bolhas varia de acordo com o material do copo em que é servido (vidro ou plástico, por exemplo).

Para realizar o estudo, eles usaram hidrofones (microfones projetados para gravar debaixo d’água). No entanto, eles explicam que ainda não determinaram um método ou fórmula para “medir” a qualidade do champanhe dependendo do som de suas bolhas, porque quando as bolhas se formam ao redor do hidrofone isso pode alterar os resultados.

A indústria do viho tem usado durante muitos anos o tamanho e a formação de bolhas como método para demonstrar a qualidade da bebida, mas agora esta técnica é transferida para o champanhe: desde que as bolhas sejam maiores e desproporcionais, a qualidade será menor.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *