Época de Natal 2017 no Brasil indica calor e chuva

Como todo dia 21 de dezembro, começa o verão no hemisfério Sul, que segue até o próximo dia 20 de março, tendo em vista que o hemisfério passa a receber maior quantidade de raios solares o que propicia além do calor, dias que naturalmente duram mais. No Brasil como sempre, é uma das estações mais festejadas, pois como seu território é significativamente rico em orla marítima, propiciando lindas praias, celebra-se o verão mais que todas as outras estações, tanto para os nativos quanto para os milhares de turistas que visitam o Brasil nesta época para aproveitar as inúmeras belezas praieiras.

O verão brasileiro de 2017, que começa um pouco antes do feriado natalino, mostra expectativas de muito calor, sensação de abafamento e chuvas, espalhadas por quase todas as regiões brasileiras, alegam os meteorologistas. Mas o tempo chuvoso não será de grandes volumes que podem resultar em enchentes graves, e sim de chuvas estáveis que causam instabilidade, como tem sido desde a primavera.

Algumas regiões no entanto têm tido episódios de chuvas um pouco mais frequentes, como é o caso das regiões sudeste, centro-oeste e sul. A chuva ameaça ocorrer até nas localidades do semi-árido nordestino, que permanecia com tempo seco há cinco anos. O tempo estabilizado está sem diferenças muito drásticas, no entanto, advertem os meteorologistas a chegada de temporais em algumas cidades de estados específicos como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul. Antes destas fortes chuvas – pancadas de chuva inclusive com raios – haverá muito calor abafado. Alguns estados nordestinos terão episódios semelhantes, como Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão e Ceará.

Pontos turísticos do sudeste receberão igualmente, no sábado véspera do natal 2017, chuvas fortes, que se concentrarão no litoral norte de São Paulo (refúgio de praias ´procuradas na época), na Serra da Mantiqueira (cadeia de montanhas que se expande entre SP, MG e RJ), Angra dos Reis (região com prais paradisíacas e centenas de ilhas, muitas desertas), e até a cidade de Resende, também carioca.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *