Ministério da Saúde informou que as mortes no trânsito reduziram 10% em 2016

O Ministério da Saúde informou no dia 22 de dezembro de 2017 que o número de mortes causadas por acidente de trânsito no país caiu 10% no ano de 2016. A comparação dos dados do ministério foi feita com o ano de 2015.

Em 2016, os dados do ministério apontaram que o número de vítimas que morreram por causa de acidentes de trânsito foi de 34.850. No ano anterior, a quantidade de mortes foi 10% maior, um total de 38.651. Contudo, o ministério informou que o número de internações médicas que ocorreram em 2016 sofreu um aumento de 14%, indo de 158 mil no ano de 2015, para um total de 180 mil no último registro em 2016.

O SIM – Sistema de Informação sobre Mortalidade, sistema do Ministério da Saúde responsável por identificar a mortalidade no Brasil, revelou que desse total de mortes causadas por acidentes de trânsito em 2016, um terço corresponde aos motociclistas, que ainda são as principais vítimas de acidentes de trânsito no país. Além da alta taxa de mortalidade no trânsito, os condutores de motos representam a maior parcela de vítimas internadas durante o ano de 2016, sendo 58% de todas as internações causadas por acidentes de trânsito.

A OMS – Organização Mundial da Saúde – informou através de dados levantados no mundo inteiro, que 1,25 milhão de pessoas morrem por causa de acidentes de trânsito todos os anos. Além disso, outras 50 milhões de pessoas são feridas anualmente por causa desse grande problema.

Segundo o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde, a bebida alcoólica ainda é uma das principais causas de acidentes de trânsito no Brasil e no mundo. O ministério informou em seus dados que o número de motoristas que declararam dirigir alcoolizados aumentou em 2016, indo de 5,5% em 2015 para um total de 7,3% em 2016.

Atualmente, a Lei Seca determina que o motorista que dirigir bêbado poderá ser multado em até R$ 2.934,70, além de ter a carteira de habilitação suspensa por um período de 12 meses. O valor da multa ainda pode sofrer alteração caso o motorista flagrado já tenha sido multado antes pelo mesmo motivo, nesse caso o valor da multa dobra.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *