Processo seletivo do futuro? Inteligência Artificial torna-se opção

As notícias da área da tecnologia sempre surpreendem os usuários no que diz respeito às novidades que surgem no meio. Sempre há algum item a mais que possa ser interessante usar, ou aplicativo mais atualizado, ou algum produto ou serviço que possa ser modernizado. Uma destas notícias recentemente divulgadas, foi sobre a utilização, por algumas empresas, de inteligência artificial com o fim de incrementar o setor pessoal – de recursos humanos – na seleção de funcionários. Inovações interessadas em maximizar as potencialidades das empresas. Supõe estas empresas, que assim economizarão as despesas no processo de recrutamento e poderão avaliar o desempenho dos candidatos com maior precisão para uma determinada vaga. No entanto, este tipo de seleção através do mecanismo tecnológico, será feito apenas nas primeiras etapas do processo de recrutamento, os passos seguintes serão realizadas da maneira presencial costumeira, tanto para estagiar, quanto para ser trainee das companhias.

Muitos entusiastas pelo mundo vêem os avanços da inteligência artificial como tendência global. A organização LinkedIn apontou essa possibilidade em um relatório, o “Global Recruiting 2018”, segundo o qual, a inteligência artificial já é aplicada tanto para a triagem de candidatos (56%), como para descobrir talentos principiantes (58%), e sustentam a economia de tempo para realizar a seleção de funcionários, bem como a garantia de contratação mais assertiva e o fato de ser economicamente viável pois reduz despesas com o recrutamento.

A organização brasileira Embraer – corporação fabricante de aeronaves (também peças e suporte) comerciais, agrícolas, executivos e militares – já utiliza a inteligência artificial no setor de recursos humanos e tem recrutado estagiários dessa maneira. Um representante da Embraer, senhor Carlos Alberto Griner – vice-presidente de pessoas – aponta que cresceu a assertividade no sistema de recrutamento, de 20% para 70% depois que incluíram a inteligência artificial na operação de seleção dos estagiários. Segundo sr. Carlos Griner, desta maneira, a abrangência das seleções é bem maior, porque ao responderem o questionário padrão (conhecimentos gerais e pessoais) disponibilizado pela Embraer, os resultados serão processados e comparados com as vagas disponíveis, será mais fácil a adequação aos pretendentes mais compatíveis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *