Pesquisa aponta aumento das quantidades de vendas realizadas no mês de outubro de 2018

Conforme informações divulgadas pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), o nível de vendas realizadas em supermercados no mês de outubro sofreu uma elevação de 1,58%, se comparado com o mesmo período de 2017. Levando-se em conta o mês anterior, a instituição apurou um aumento de 0,45%.

Os dados levantados pela ABRAS também contemplaram o período composto pelos meses de janeiro até outubro de 2018. Nesse caso, contudo, o crescimento verificado foi de 1,9%. Mesmo com elevações sob todos os prismas avaliados, estes aumentos ficaram abaixo das metas estabelecidas para o ano.

Apesar dos resultados não terem sido considerados ideais para os períodos avaliados, a associação está confiante nos desempenhos que poderão ser alcançados com a vinda do 13º salário. De acordo com representantes da ABRAS, este salário será importante para que as vendas sofram aquecimento, injetando mais dinheiro na economia. Além disso, a proximidade das festas de fim de ano também ocasionam projeções mais otimistas para o ano.

Para João Sanzovo Neto, que responde pela presidência da associação, ele e os analistas da instituição estão confiantes, de modo que acreditam na ocorrência de melhores resultados para o segmento de supermercados.

Ele também aponta que os consumidores apresentaram certa cautela em relação às compras do período avaliado, sobretudo por causa de instabilidades de natureza econômica. Esse efeito, entretanto, tem sofrido modificações, uma vez que as compras têm aumentado a cada mês.

A cesta básica sofreu alteração de 3,83% sobre o valor que costumava ser comercializada no ano de 2017. Em relação à variação verificada em relação à setembro de 2018, houve a conclusão de que esta foi de 0,78%.

Segundo a pesquisa da ABRAS, o tomate foi o alimento que mais encareceu a cesta básica, respondendo por um aumento de 57,8%. Outros alimentos também apresentaram preços mais elevados, ainda que os percentuais não tenham variado tanto, como no caso da batata, da cebola e do arroz, cujos aumentos foram respectivamente de 9,9%, 7,74% e 3,68%.

Já em relação aos alimentos que apresentaram quedas em seus preços, pode-se apontar o leite, bem como ovos, café e macarrão espaguete. Com exceção da região Norte do país, todas as demais apresentaram elevações na cesta básica.

Saiba mais:

https://www.terra.com.br/economia/vendas-de-supermercados-no-brasil-sobem-16-em-outubro-e-acumulam-alta-de-19-em-2018-diz-abras,0a3eb929bbf04e0fe0373ac484b09d28vmvah7gw.html

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *