Empiricus mostra como evoluiu após case Bettina

Empiricus aproveita pedido público de desculpas de Bettina para apresentar sua evolução no setor de compliance, responsável por verificar se seus relatórios e publicidades seguem as normas dos reguladores.

Possivelmente você deparou com um anúncio nas redes sociais em que uma jovem dizia ter faturado mais de um milhão com investimento inicial de mil reais na bolsa de valores. Bettina Rudolph, copywriter da Empiricus, afirmou na ocasião que apenas teria se valido dos conselhos estratégicos da empresa para chegar até a quantia de sete dígitos em pouco mais de três anos.

A campanha trouxe uma série de sanções à empresa, que se viu multada pelo Procon pelo exagero. Além disso, o Conar (Conselho Nacional de Auto Regulação Publicitária) pediu para que a propaganda fosse suspensa e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) divulgou uma série de normas para os players de análise financeira.

O pedido de desculpas

No novo vídeo, Bettina pede desculpas públicas pelo fato da relação entre a marca e o público ter começado de forma errada, uma vez que foi passada a mensagem equivocada que seus rendimentos ocorreram de forma rápida e fácil. A copywriter insiste na ideia de que obteve mesmo o 1 milhão, mas afirma que houve outros aportes no decorrer do caminho, algo que não ficou claro no primeiro anúncio.

O compliance

Mais importante do que o reconhecimento do erro, a Empiricus utiliza-se do episódio para crescer como empresa e no relacionamento com seus assinantes. O principal passo foi o desenvolvimento do setor de compliance da companhia. Basicamente, o departamento é responsável por adequar as práticas e processos às normas, leis e demais regras.

Agora os relatórios, vídeos e demais peças publicitárias da Empiricus virão com mensagens de alerta para os investidores. Basicamente, a empresa vai informar que ganhos passados não garantem retornos no futuro, uma das determinações da CVM, órgão em que esteve em conflito em mais de uma ocasião. Segundo a marca, a entidade não tem poder de fiscalização sobre ela, visto que se trata de um veículo de comunicação e não uma empresa de análise.

Agora sua postura é outra, de aproximação com os reguladores. Para isso evoluiu muito em seus processos internos e comunicações externas. Também trouxe nomes ainda mais técnicos para reforçar a equipe, uma das mais importantes no que diz respeito à pesquisa sobre investimentos do país. A Empiricus é referência para os players que atuam no mercado editorial e de capitais do país. Atualmente conta com mais de 360 assinantes de seus relatórios, produzidos por cerca de 300 profissionais de diferentes áreas. Em 10 anos de história, a marca cresceu, se tornou reconhecida e hoje está localizada em um dos endereços mais caros da Av. Faria Lima, principal polo financeiro de São Paulo.

KEANU REEVES – MATRIX 4 E JOHN WICK 4

Ultimamente, quaisquer notícias que envolvem Keanu Reeves têm obtido uma boa repercussão positiva, ainda mais que o ator de mais de 50 anos de idade se tornou, de um tempo para cá, o queridinho dos fãs de cinema.

O astro, que já estrelou filmes de sucesso como Matrix e John Wick, com suas respectivas sequências, novamente irá interpretar seus personagens mais marcantes no cinema, depois do anúncio da data de estréia tanto do filme Matrix 4 quanto do filme John Wick 4.

Coincidentemente, ambos os filmes estrearão na mesma data, o que deixou os fãs extasiados. Ambas as franquias fizeram enorme sucesso nos cinemas, arrecadando muito dinheiro, e são franquias que ainda não caíram no esquecimento, inclusive Matrix, cujo terceiro e último filme foi lançado ainda na década passada, há mais de 15 anos.

A estréia de Matrix 4 e de John Wick 4 será em 2021, no dia 21 de maio. No caso de Matrix 4, ao contrário dos últimos filmes, desta vez será dirigido por apenas um dos irmãos Wachowski, que ficaram mundialmente conhecidos devido ao sucesso de Matrix. Também, teremos a presença da atriz Carrie-Anne Moss, no papel de Trinity, e de Jada Pinkett Smith, no papel de Niobe.

Quanto a John Wick 4, mais uma vez veremos o assassino interpretado por Keanu Reeves, desta vez sendo procurado por caçadores de recompensa, que almejam conquistar o prêmio de 14 milhões de dólares em troca da cabeça de John Wick.

Pode acontecer que as datas sejam alteradas até o lançamento dos filmes, até porque ainda resta um ano e meio para a data de estréia anunciada. Mas enquanto a data se mantém, os fãs tanto das franquias quanto do ator Keanu Reeves ficarão na expectativa de ver o astro estrelar estes dois filmes simultaneamente, visto que ambos os filmes prometem manter vivo o legado que obtiveram com os filmes anteriores.

Enfim, só nos resta aguardar as próximas confirmações de Matrix 4 e John Wick 4!

Alguns empresários que fizeram sucesso na internet

Como sabemos a internet é um mar de oportunidades para diferentes tipos de pessoas. Existe na internet milhares de formas de se obter algo, dentro destes moldes algumas pessoas tornaram possível ganhar dinheiro utilizando estes meios. Os famosos empresários da internet são pessoas que conseguiram êxito ao mostrar que nem sempre um negócio físico é o único a dar certo. Conheça agora algumas destas pessoas:

Mark Zuckerberg: esse nome é bastante familiar para milhares de pessoas, é claro, pois o que ele criou não só mudou a vida de pessoas na internet, como mudou toda a forma da ‘’comunicação’’. O empresário, criador do facebook, uma das redes sociais mais usadas e importantes do mundo, apesar de muito jovem teve um enorme sucesso com a criação da rede social, atualmente sua criação rende milhões de dólares por ano.

Blake Ross: apesar de não ser tão conhecido como o criador do facebook, Blake Ross, que era apenas um universitário quando fez o enorme sucesso com o navegador, Mozila Firefox, o garoto conseguiu ameaçar grandes empresários com sua ideia. Atualmente é um dos diretores de produtos do facebook, mas sua criação chegou a ter mais de 100 milhões de downloads em menos de um ano.

John Vechey: para os amantes de jogos para celular esse nome deve ser familiar, ou pelo menos deve-se conhecer o nome da empresa Popcap Games. A empresa trabalha com jogos que podem ficar para downloads ou online para que quiser jogar. Essa marca conta com vários colaboradores e já alcançou um número de downloads muito superior a 1 bilhão.

Robert Small: Outro amante de jogos é o estadunidense, Robert Small, que criou a franquia que hoje conta com mais de 400 jogos, a Miniclip. O objetivo era realmente trazer mais entretenimento para as próximas gerações e hoje a fortuna do empresário já chega a marca de 23 milhões de dólares.

Estas são algumas pessoas que controlam a economia na internet, trabalhando sempre com números tão altos que chegam a desafiar grandes empresários. Se você quiser se aventurar no mundo dos negócios pela a internet deve seguir seus passos.

Os melhores negócios para empreender em 2019

O Brasil é um país que apresenta uma enorme variedade de potenciais investimentos que chamam atenção de muitos empreendedores. Não é fácil para ninguém abrir um negócio, não importa a estratégia e nem o investimento e sempre arriscado e incerto o caminho de todo empresário. Quando o assunto é investir sempre há aquela dúvida: “qual é a melhor opção? As possibilidades são inúmeras, mas é importante saber o que estar mais em conta. Quer você crie um negócio que esteja com grande repercussão no mercado, ou caso você queira criar algo que fuja desses conceitos é muito importante saber como está a economia de certos setores. É pensando nisso que se vê necessário o estudo da economia e do mercado.

Um dos setores que mais cresce no Brasil atualmente é o da alimentação. É como muitos dizem: “todo mundo precisa comer”. É claro que por ser um setor que há uma certa aquisição da sociedade há também uma aquisição muito grande dos empreendedores que veem nesse setor uma oportunidade muito grande para o sucesso. Quanto maior a população maior o lucro desse negócio, quanto maior a população maior o número de negócios desse gênero essa é a regra básica para quem pretende entrar nesse ramo. Corriqueiramente vemos as mudanças que esse setor recebe, aplicativos, facilidades na compra, instrumentos mais ágeis… enfim um gama enorme de variedades.

O setor de vestuário também apresenta um crescimento gradual e apesar de não ser tão vital quanto o alimentício já está em 2 lugar no quesito economia. Além disso setores como de construção, educação e saúde acabam por se tornar tão importantes como estes. O crescimento dessa parte da economia ajuda a sociedade como um todo e fortalece as relações comerciais entre Estado e empresário já que os lucros desses negócios também contribuem para o crescimento do País.

Dicas para usar o marketing de conteúdo para direcionar tráfego

Você postou um novo conteúdo. E o que fazer agora? A equipe média de marketing passa a maior parte do tempo trabalhando na criação de conteúdo e relativamente pouco em promovê-lo.

Lembre-se da última postagem que você colocou em seu blog: você provavelmente passou várias horas escrevendo texto, clicou no botão “Publicar”, possivelmente compartilhou links para ele nas redes sociais – e encontrou o trabalho realizado.

Essa estratégia poderia funcionar quando o marketing de conteúdo fosse um novo fenômeno e os mecanismos de busca fossem primitivos. Hoje, porém, a competição por visualizações e atenção se tornou muito acirrada – isso significa que, para obter o mesmo tráfego do seu conteúdo como antes, você precisará fazer muito mais esforço para promover o material.

A nova realidade transformou a abordagem de muitos profissionais de marketing modernos na produção e promoção de conteúdo. Eles criam menos unidades de conteúdo – mas aumentam sua qualidade – e, ao mesmo tempo, investem muito mais tempo, dinheiro e esforço para atrair o público-alvo para os negócios.

Inclua um link para o novo conteúdo na sua assinatura de email – Quando se trata de distribuir e promover conteúdo, algumas das técnicas listadas abaixo demandam tempo e esforço para obter bons resultados, mas essa em particular é uma exceção.

Pague por anúncios em redes sociais e redes de distribuição de conteúdo – Existem comunidades no mundo do marketing cuja regra principal é que a publicidade paga é para produtos e serviços geradores de receita. Se você tem um orçamento para marketing, a maneira mais rápida de direcionar tráfego é através de publicidade paga nas redes sociais.

Você gasta muito tempo e dinheiro criando ótimos conteúdos, por isso faz sentido investir em tornar essas informações bem-sucedidas. A implementação de uma estratégia de marketing de conteúdo consome tempo e dinheiro. Não tenha medo de gastar um pouco apoiando seu conteúdo. Usar publicidade direcionada para aumentar sua presença em redes sociais ou redes de distribuição de conteúdo pode ser um investimento inteligente. Pegue a melhor e mais suculenta parte do seu conteúdo, crie uma imagem atraente e use os Anúncios do Facebook para mostrar seu anúncio ao seu público-alvo. Se você declarar de forma clara e concisa o valor do seu conteúdo nos anúncios do Facebook, receberá muitos cliques.

Empiricus se desculpa por caso Bettina

A Empiricus, para reforçar o posicionamento da marca, divulgou recentemente um vídeo em que Bettina Rudolph pede desculpas pela campanha em que afirmava ter ganho R$ 1 milhão em rendimentos. Na ocasião, a empresa também anuncia sua nova estrutura de compliance, em que vai verificar se os relatórios que formulam seguem as normas das entidades reguladoras.

Relembre o case

Bettina Rudolph ficou conhecida em março em uma campanha publicitária em que afirmou ter feito R$ 1 mil se transformar em R$ 1 milhão em pouco mais de três anos ouvindo somente os conselhos de onde investir pela newsletter da Empiricus.

O vídeo trouxe uma grande repercussão, muitas delas negativas em virtude do exagero. O Procon chegou a notificar a empresa e o Conar solicitou a suspensão do vídeo publicitário. Além disso, a CVM (Comissão de Valores Mobiliário) usou do episódio para apresentar orientações sobre o marketing dos analistas financeiros.

O novo vídeo

Na nova campanha, Bettina fala que errou ao não informar no primeiro vídeo que fez outros aportes durante os três anos para conseguir chegar ao montante de R$ 1 milhão e pede desculpas por seu relacionamento com o público ter começado da forma errado. Ela diz que o vídeo tinha como intuito apresentar um curso gratuito, sugerindo que quem estivesse o assistido poderia ter ganho dinheiro com as transações da bolsa. Logo em seguida, divulga novos produtos da Empiricus.

A empresa também reforça em todo o seu material de divulgação que os ganhos passados não são garantia de retornos em um futuro, uma das orientações básicas da CVM, entidade que a Empiricus se defendeu dizendo que o órgão não pode fiscalizar uma empresa de comunicação e não uma casa de análise, tendo em vista que ela atua no mercado editorial.

De acordo com o vídeo, a Empiricus “deu passos para o desenvolvimento da área de compliance se tornando uma referência no mercado brasileiro no setor editorial. Segundo a companhia, o compliance é responsável por assegurar que as leis, regras e regulamentações sejam cumpridas.

A produção ainda mostra uma mudança de atitude da companhia em relação à CVM, ao afirmar que “evoluímos nossos processos e nos aproximamos dos nossos reguladores”. Também adotamos modelos de operações como referência para que outros players.

Por fim, Betinna ressalta que a companhia possui atualmente 360 mil assinantes, 300 colaboradores e se encontra em um dos endereços mais valorizados da Avenida Faria Lima, um dos principais centros financeiros do estado de São Paulo.

A Histórias das maiores empresas do mundo

Quando o assunto é empreender algumas marcas chamam bastante atenção, não só pela habilidade empreendedora, mas pela história que carregam em seu nome. Empresas como UNILEVER, NESTLE, COCA-COLA, são alguns dos nomes de enorme repercussão no mundo dos negócios ainda assim, trazem à tona a realidade que assombra tantos empresários: Será que posso entrar no mercado e competir com essas grandes marcas? Conheça agora algumas das histórias dessas grandes empresas.

Coca-Cola: Apesar de ser mais conhecida pelo refrigerante, a marca conforta cerca de 600 outras marcas, para se ter uma pequena noção da proporção que isso tomou em apenas 1 semestre a empresa pode faturar valores superiores a 2 bilhões de dólares. O modelo da bebida mais famosa do mundo surgiu de uma tentativa do farmacêutico John S. Permberton de criar um xarope que pudesse resolver problemas como indigestão e dar mais energia para que a ingerisse, o resultado não foi o esperado, mas causou uma nova febre no mundo dos negócios. A marca foi criada em 1891 e teve seu registro nos EUA criado em 1893 com a companhia de Asa G. Candler, John S. Candler, Frank Robinson.

Nestle: A maior empresa de produtos alimentícios tem, também, uma das maiores histórias do mercado. Muitas são as especulações criadas durante todo esse período, muitas são as histórias criadas e inventadas, mas a certeza que se tem é que a marca se projetou mundialmente de uma maneira muito interessante. O farmacêutico, Heinrich Nestlé, pensou em uma farinha láctea em uma época em que muitas crianças sofriam de desnutrição e a parti desse alavanque a então farinha se tornou a marca mais poderosa com relação a produtos alimentícios. A historias dessa empresa começa em 1866 quando foi criada a farinha láctea, mas perdura até hoje. UNILEVER: A empresa que cuida da higiene pessoal do mundo, surgiu exatamente com esse objetivo, foi criada a parti da ideia de promover uma maior harmonização da higiene na Inglaterra Vitoriana, e até hoje a empresa continua com o mesmo objetivo, fazer as pessoas mais atraentes, limpas e obter o máximo de suas vidas.

Geração Z: Valor Comercial

Geração Z – são pessoas nascidas entre meados dos anos 90 e início dos anos 2000, ou seja, aquelas que atualmente têm entre 16 e 20 anos. A pesquisa de marketing atual se concentra mais na geração Y – nascida após 1981, pessoas com um profundo envolvimento na tecnologia digital. Este é o principal segmento de consumidores de solventes no momento.

Geração Y: o que você precisa saber sobre essa geração de consumidores? Por que vale a pena começar uma olhada mais de perto na Geração Z hoje? A resposta é simples. Esta é uma geração de novos consumidores que atualmente estão formando gostos, estereótipos e atitudes dos consumidores, principalmente nos negócios online.

Essa geração substituirá a geração do milênio, agora eles, mesmo seu pequeno poder de compra e economia, estão afetando as tendências do consumidor. Eles usam ativamente dispositivos móveis para selecionar e avaliar produtos, discutir marcas nas redes sociais, promover a disseminação de informações e notícias da marca e aumentar a conscientização.

Embora o poder de compra da Geração Z permaneça baixo, sua capacidade de influenciar a popularidade e o reconhecimento da marca é muito maior do que a geração do milênio.

Fatos da geração Z que definem estratégias de interação – 96% dos usuários Z possuem smartphones com conexão à Internet. 85% dos usuários de Z preferem as redes sociais para obter informações confiáveis ​​(críticas, opiniões, discussões) sobre o produto e a marca. Eles são mais ativos que a geração do milênio nas redes sociais. As ações mais populares são:

Ver fotos;

Republicações, curtidas do conteúdo que você gosta;

Convidando amigos para marcar a página como desejada;

Postagens favoritas dos amigos.

Breves conclusões sobre a geração Z:

Os usuários Z são mais focados no conteúdo visual e interativo do que no texto. Para convencer / interessar um usuário jovem, é importante apresentar conteúdo visual fascinante de alta qualidade – gráficos ou vídeo.

Os usuários Z passam a maior parte do tempo em redes sociais, incluindo o YouTube, por isso é importante introduzir a marca nessas plataformas. Para que um usuário jovem responda à publicidade, é importante criá-la relevante e interessante, correspondendo às necessidades do usuário, abandonando formatos de apresentação irritantes.